História

Turbinen für Itatinga 1905

1905

A Voith fornece as primeiras cinco turbinas para a usina hidrelétrica de Itatinga, em Santos, Brasil. Apenas sete anos depois, entrega três turbinas Francis para o projeto da hidrelétrica de Sorocaba. A primeira máquina de papel Voith destinada ao Brasil é fornecida para a Companhia Fabril de Cubatão em 1923.

1964

A história da Voith no Brasil tem início em 16 de julho de 1964, com a fundação da “Voith S.A. Máquinas e Equipamentos”, a primeira instalação de produção do Grupo Voith no continente americano. O Dr. Hugo Rupf, presidente da empresa na época, convenceu a família Voith a construir sua própria planta no país, diante das vastas reservas de água e florestas aqui existentes, que supririam recursos chave para o core business da Voith: geração de energia e produção papeleira.

Einweihung 1964
Werk Sao Paulo 1966

1966

A subsidiária da Voith foi oficialmente inaugurada em São Paulo em 22 de setembro de 1966. Em poucos anos, a Voith já gozava de renome e ganhava grandes contratos. Em 1971, a empresa fornece uma máquina de papelão para a Companhia Suzano de Papel. Tratava-se, naquela época, da maior máquina de papel no Hemisfério Sul. No mesmo ano, a Voith Turbo inicia a produção de acoplamentos hidrodinâmicos no Brasil.

1978

A Voith fornece turbinas para a maior usina hidrelétrica do mundo à época: Itaipu. A ampliação da usina hidrelétrica é feita por etapas: seis anos mais tarde, os primeiros grupos geradores são instalados e, a partir de 1991, 12 turbinas Francis produzem energia renovável a partir de geração hidrelétrica. A Voith forneceu 13 das 20 turbinas e 11 dos 20 geradores atualmente operando na usina hidrelétrica de Itaipu.

Itaipu Generator 1978
Luftbild Werk Sao Paulo 1985

1985

A colaboração entre a Voith Turbo e a Mercedes-Benz no Brasil vem de longa data: em 1985, a Voith equipou pela primeira vez com retarders os ônibus produzidos por este fabricante automotivo. Desde aquela época, os produtos Voith Turbo continuam a acionar veículos de transporte público no Brasil. Por exemplo, as transmissões DIWA da Voith são líderes de mercado em redes de ônibus expressos de tipo BRT – Ônibus de Tráfego Rápido – de São Paulo, Curitiba e muitas outras cidades do Brasil.

1994

Para a Voith Paper, o Brasil é um endereço chave para o atendimento dos mercados sul-americanos pelas Divisões do Grupo. Em 1994, o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Tissue foi inaugurado na cidade de São Paulo. Em 2011, o Centro foi inteiramente remodelado, e atualmente, sob o novo nome de Innovation Center, abriga tanto a máquina tissue piloto quanto as instalações de testes para secagem de celulose. Nele foram desenvolvidas grandes inovações tecnológicas como o ATMOS e a prensa de sapata NipcoFlex T.

Papiermaschine 90er Jahre
Arbeiter in Sao Paulo

2012

A Voith Turbo ganha seu primeiro grande pedido da Petrobrás para o fornecimento de 60 variadores de velocidade Vorecon para plataformas petrolíferas destinadas à exploração do vasto complexo do Pré-Sal, distante cerca de 300 km da costa fluminense. A unidade de São Paulo é ampliada; os variadores de velocidade Vorecon são produzidos em um prédio dedicado para esta finalidade, e as entregas têm início em 2014.

2014

No ano de 2014, a Voith Industrial Services Brasil celebra seu décimo aniversário. A unidade, especializada em serviços, iniciou operações no Brasil em 2004, com 300 colaboradores em sua planta no Jaraguá, cidade de São Paulo. Atualmente, a Divisão de Grupo emprega cerca de 3.500 pessoas no país. A Divisão de Automotivos oferece uma ampla faixa de serviços, incluindo instalação, desmontagem e manutenção de plantas, limpeza técnica, automação e testes e operações de linhas de montagem para a indústria automotiva e outros setores. Seus principais clientes são montadoras de veículos tais como Ford, General Motors e BMW.

Industriedienstleistungen