Insights
Responsabilidade pelo meio ambiente

O papel se transforma novamente em papel. A reciclagem de papel economiza energia, água e fibras virgens. Novas tecnologias permitem produzir também papel de alta qualidade usando papel reciclado.

1/3

Todos os tópicos

Insights
Responsabilidade pelo meio ambiente

Tecnologias “verdes” para um mundo mais verde. Usando novas tecnologias, a produção de papel hoje está definindo novos padrões de ecologia e sustentabilidade.

2/3

Todos os tópicos

Insights
Responsabilidade pelo meio ambiente

Um dia sem usar papel? Impossível. O papel é parte integrante das nossas vidas e todos nós fazemos uso dele diariamente.

3/3

Todos os tópicos

Papel para um mundo sustentável

Quando o assunto é fabricação de papel eficiente e com baixo consumo de recursos naturais, a Voith é líder em tecnologia. Com novos processos, a empresa trabalha a todo vapor em um novo conceito de fabricação de papel para o futuro. O método ATMOS está revolucionando a produção de papel tissue. E a “Integrated EcoMill” torna as fábricas de papel mais eficientes e econômicas.

Hoje em dia, qualquer criança sabe disso: a reciclagem de papel protege o meio ambiente. Mais papel reciclado significa menor uso de matérias-primas valiosas, como fibras de madeira virgens, por exemplo. E, o que é mais importante, na utilização de papel reciclado gasta-se até sete vezes menos água e energia. “O papel é o material dos verdadeiros sonhos ecológicos: é degradável, renovável e reciclável!", diz encantado o Dr. Hans-Peter Sollinger, presidente da diretoria da Voith Paper.

“O papel é o material dos verdadeiros sonhos ecológicos: é degradável, renovável e reciclável!"

 
 
 
Dr. Hans-Peter Sollinger,
presidente da diretoria da Voith Paper

O importante é o conjunto: a “Integrated EcoMill”

 

Graças à integração e hamonização dos circuitos de água, fibras e energia, a IEM consome menos recursos do que os equipamentos convencionais.

Fabricar papel com maior eficiência e de forma mais sustentável – isso só é possível com uma visão do todo. Com um conceito de sustentabilidade que considere todo o processo, toda a fábrica de papel. Com a “Integrated EcoMill”, o engenheiros da Voith deram um grande passo nessa direção.

A ideia por trás desse conceito é simples: fechar os circuitos de matéria-prima e energia. A “Integrated EcoMill” processa a água usada na fabricação de papel para ser reutilizada. Ela transforma o calor que é gerado durante a produção em vapor e energia. E o que é também muito importante, ela usa papel usado como matéria-prima para a produção de papel novo.

Isso gera um efeito de sinergia: o uso de papel reciclado reduz o consumo de energia, pois a sua reciclagem exige menos energia do que a produção com fibras virgens.

Markus Oechsle, engenheiro especialista da Voith, explica: “Queremos projetar a fábrica de papel de forma que ela seja diferente das fábricas convencionais, tanto do ponto de vista econômico quanto ecológico. Conseguimos isso através de uma profunda integração de todos os processos na fábrica.”

A fábrica suíça da Perlen Papier AG demonstra o que já é possível realizar hoje. É aqui que já entrou em operação a nova Voith PM 7, a primeira “Integrated EcoMill”. O equipamento produz cerca de 450.000 toneladas de papel para impressão de jornal por ano. E isso com maior eficiência e conservando mais recursos naturais do que qualquer outra máquina equivalente no mundo. Um gerenciamento rigoroso da água reduz 30 por cento do seu consumo. E a instalação é também um modelo no consumo de energia, definindo novos parâmetros: cinco por cento menos de eletricidade e dez por cento menos de energia térmica por tonelada de papel produzida. Uma visão completa traz vantagens para todos, tanto para o fabricante de papel, como para o meio ambiente.

Não parece, mas é novidade:

o papel se transforma novamente em... papel

A Voith é pioneira na reciclagem de papel usado, desenvolveu essa tecnologia há décadas, tornando possível pela primeira vez a fabricação de papel reciclado. Desde então, os engenheiros da Voith continuaram aprimorando e aperfeiçoando os processos de produção.

“Hoje temos uma tecnologia que permite fabricar também papéis de altíssima qualidade usando papel reciclado”, diz o Dr. Thomas Wurster, chefe de New Technologies. Atualmente, a proporção de fibras recicladas como matéria prima para a produção de papel em todo o mundo gira em torno de 50 por cento. Se for possível aumentar esse valor para 70 por cento, seria possível cobrir a demanda adicional de papel nos próximos dez anos sem utilizar mais fibras virgens. Uma meta ambiciosa, mas absolutamente realista com as tecnologias da Voith.

Sustentável e macio:

papel tissue de alta qualidade, com fibras recicladas

Não é mais possível imaginar o nosso cotidiano sem papel tissue, seja na forma de lenços de papel, papel higiênico, guardanapos ou papel absorvente de cozinha.

Com o ATMOS, a Voith revolucionou a fabricação desse tipo de papel. Pela primeira vez é possível produzir tissue de qualidade luxo usando 100 por cento de papel reciclado. Até agora, no máximo 20 por cento podiam ser usados. Além disso, as máquinas com a tecnologia ATMOS consomem apenas cerca de 60 por cento da energia de instalações equivalentes e um quarto a menos de fibras.

O método ATMOS foi desenvolvido em uma cooperação de dois continentes, entre os engenheiros da Voith no Brasil e na Alemanha.