Aproveitando a energia do mar

Aproveitando a energia do mar

Os oceanos cobrem 70% da superfície terrestre. Suas massas de água se encontram em constante movimento, e são um reservatório de energia enorme e inesgotável. Estima-se que a potência média das ondas e das correntes marítimas esteja entre 1 e 10 terawatts. Isso significa que as energias marítimas poderiam realizar uma contribuição significativa para a produção de eletricidade com fontes renováveis para as futuras gerações. Os engenheiros da Voith assumiram o desafio de explorar esse potencial para a geração de energia elétrica.

A Voith é pioneira no desenvolvimento de usinas hidrelétricas movidas por correntes marítimas.

Usinas de correntes marítimas

Energia da enchente e da vazante 


O filme de animação ilustra o funcionamento da tecnologia de correntes marítimas.
As correntes marítimas podem ser usadas para a produção de energia em várias regiões do mundo . As usinas de correntes marítimas utilizam a energia cinética criada pelo movimento que surge entre as marés enchente e vazante. Esse é o aspecto que diferencia as usinas de correntes marítimas das usinas das marés, que utilizam a amplitude das marés, isto é, a altura da queda entre elas.
As usinas de correntes marítimas são instaladas sob a superfície da água e não requerem barragens que alterem a paisagem. Outra vantagem dessa tecnologia está em sua total previsibilidade . A agência internacional de energia estima que pelo menos 6% da atual demanda mundial de eletricidade poderia ser suprida por usinas de correntes marítimas.

O maior desafio enfrentado pelos profissionais que desenvolvem essa tecnologia é a necessidade de projetar instalações robustas, resistentes à corrosão e que operem de forma confiável em água salgada. Engenheiros da Voith desenvolveram paralelamente dois protótipos, um com 1 MW de potência e outro menor, com uma potência nominal de 110 kW. O segundo protótipo está em operação próximo à costa da Coreia do Sul. Já o maior protótipo foi instalado no sistema de pesquisa da Escócia.



Sea Turtle Tidal Park, Coreia do Sul

A Voith vem desenvolvendo a sua inovadora usina de correntes marítimas desde 2006. O primeiro protótipo, que tem uma potência nominal de 110 kW, já se encontra em funcionamento próximo à costa da Coreia do Sul. Aqui se situa o Sea Turtle Tidal Park, que terá uma potência total de 150 MW quando finalizado.
O segundo protótipo da Voith é uma turbina de correntes marítimas de 1 MW, que será instalada em 2012, em uma unidade de pesquisa próxima à costa da Escócia, no oceano Atlântico.

Tidal Current Construction