Engenharia Naval

Sistemas de propulsão de navios para o futuro

Independente de as manobras serem em alto mar ou em portos, em rios ou lagos, a Voith torna-as mais precisas, seguras e rápidas.

Quer seja em alto mar ou em portos, em rios ou em lagos - com a Voith as manobras são mais precisas, mais seguras e mais rápidas. Para isso, a Voith fornece transmissões personalizadas. Estas foram especialmente concebidas e equipadas para todas as áreas de trabalho marítimas. Saiba mais

O gigante do Mar do Norte faz juz a seu nome: este possui uma grande superfície de carga e encontra-se perfeitamente equipado. Com guindastes, um local para aterrissagem de helicópteros - e cinco propulsores da Voith Schneider.

Manobrado exatamente no ponto

Só o rotor possui 13 metros de comprimento. A turbina pesa 200 toneladas. Esta deverá fornecer 1800 megawatts de energia por hora. A área de aplicação destas turbinas movidas pelas correntes das marés da Voith está localizada nas Ilhas Britânicas Orkney. Mas não estamos aqui para falar sobre elas. Trata-se do navio, que estabelece as bases para este mega projeto em onze metros de profundidade em um fundo do mar rochoso - o Gigante do Mar do Norte. É claro que ele tem algo da Voith - a transmissão.

Perfeitamente equipado.

O Mar do Norte possui uma das águas mais difíceis do mundo. Aqui, a execução de trabalhos nas proximidades do porto exige mãos e um navio leves. Sobretudo porque se trata de um navio tão grande como o Gigante do Mar do Norte. Possui 160 metros de comprimento e 30 metros de largura. Está equipado com tudo que poderia ser necessário em uma construção de navios. Possui duas guindastes e um local para aterragem de helicópteros. Até existe um cinema a bordo com 199 lugares sentados. E com sua capacidade de carga de 14200 toneladas, possui capacidades para lançar as bases para uma turbina movida através da energia das marés de 200 toneladas.

Propulsão variável em todas as direções

O que mantém o Gigante do Mar do Norte em posição são os cinco propulsores da Voith Schneider. Não existe nenhum navio que tenha mais. Cada um deles possui uma potência de 3800 quilowatts. Três servem de transmissão principal e dois de antena de radiação transversal na proa. Uma vez que estes são capazes de fornecer uma propulsão variável em todas as direções, estes são transmissão e controle em um só. Com seu posicionamento dinâmico, o navio se mantém exatamente no lugar. A estabilização em rolamento da Voith assegura que este supera até mesmo fortes ondas. Deste modo, o Gigante do Mar do Norte dispõe de uma agilidade e capacidade de manobra fora do comum. Ideal para trabalhos em alto mar - ou nas proximidades de um porto, como aqui.

Saiba mais Sair